Blog Player

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Quem pode aprender música?



O aprendizado musical, ao contrário do que a maioria pensa, não é prerrogativa de sujeitos “iluminados” que nasceram com o “dom” de cantar ou tocar. Essa questão do “dom”, inclusive, vem sendo discutida há algum tempo e o que se tem de mais concreto é que a crença na sua validade é o primeiro empecilho para o pretendente a estudante de música. Considerações do tipo “eu não dou para isso”, “não tenho o dom”, “sou desafinado”, “não tenho voz” e outras muitas que ouvimos por aí, constituem-se na primeira e mais poderosa barreira para o desenvolvimento musical. Junte a isso a incompreensão que se vê em muitos lares e em discursos do tipo “música não dá dinheiro” ou “música é coisa de vagabundo” e você terá a receita ideal para nunca aprender música.

Sabemos, é claro, que a música tem fortes ligações com reações pessoais ligadas à expressividade, ao sentido rítmico, ao gosto estético e outras que estão ligadas ao tipo de ambiente em que vive o cidadão. O ambiente  pode ou não ser favorável ao desenvolvimento dessas características, pois as mesmas são inerentes a todo o ser humano. Mas só o ambiente não é suficiente para detonar um processo de aprendizado musical. A música exige compometimento pessoal, disciplina e abertura, envolvimento. Se lêssemos música desde a infância na mesma proporção em que lemos livros leríamos uma partitura musical com a mesma facilidade com que lemos uma frase escrita. Se tivéssemos desde a infância instrumentos a nossa disposição para experimentarmos e descobrirmos, poderíamos criar músicas com a mesma fluência que temos ao construir uma frase verbal.

Portanto, a não ser que você tenha algum problema físico ou psicológico que o impeça de cantar ou tocar um instrumento, você pode aprendê-lo.

As discussões a respeito do que foi dito acima ainda vão durar muito porque envolvem processos internos que se manifestam a grandes profundidades mentais que a psicologia vem tentando alcançar. De concreto, o que vale para nós neste momento é o seguinte: a música pode ser aprendida sim. Estude, discipline-se, envolva-se, pesquise, pergunte, improvise, faça acontecer! Essa é a realidade concreta de toda a cultura humana.
 
Marcos Bassul

Nenhum comentário: