Blog Player

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Meu canto

Há uns dias me perguntaram por que eu cantava.

Meu canto

Eu canto para aplacar a fome
dos intelectos desabrigados
para limpar meu corpo
da fumaça do carro e do cigarro
Eu canto para elevar o nível do sentimento
para me impregnar de melodia
de notas que voam na companhia do tempo
do tempo que passa da noite pra o dia
eu canto pra enfrentar a fera
indomada, pungente
pra me ausentar do tempo presente
do sono passado
eu canto porque
o som é o meu elemento
o ar é meu combustível
e a minha voz é amiga
da palavra que dança

Marcos Bassul/2017