Blog Player

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Anotações de palestra proferida pela professora Lucy Green sobre aprendizagem musical não formal

Palestra da professora Lucy Green (LONDRES – Inglaterra) em 11 de agosto de 2008 na UFMG
I Simpósio de Sociologia da Educação Musical: música popular, aprendizagem informal e educação

Anotações sobre Relato de Pesquisa em Aprendizagem Musical Não Formal, desenvolvida em escolas de regiões periféricas da cidade de Londres.


Questões básicas:

1. Como os sujeitos abordaram o processo de aprendizagem musical não formal?

2. Que tipos de atitudes e valores trazem para o processo de aprender música?



ENCULTURAÇÃO: imersão nas práticas musicais e no ambiente cultural. Papel mais importante em alguns estilos musicais. Dois modos de aprender por enculturação:


1. enculturamento na “falta” de habilidades musicais

2. enculturamento por reforço, interatividade, participação

Envolve: performance, criatividade (compor música) e ouvir música.

A maioria dos músicos populares são aprendizes por enculturação, por imersão continuada e por imitação.

No experimento, músicos experientes são inseridos em oficinas com músicos experientes (a maioria dos músicos jovens não está envolvida nesse tipo de experiência).

A disponibilidade dos músicos para essa participação deu-se costumeiramente através de comunidades de colegas.


PRÁTICA SOLITÁRIA DE APRENDIZAGEM:


1. ouvir e copiar gravações

escuta intencional - ouvir com o propósito consciente de aprender;

escuta não-intencional - ouvir de forma incidental (aprendizado subconsciente)


“O aprendizado por escuta não-intencional se prolonga pela vida profissional”.

Tocar com amigos é muito importante: atividades em grupo juntamente com a aprendizagem solitária. Não envolve adulto orientando:


a) atividade consciente (mostrar pra ser copiado pelos colegas): aprendizagem dirigida por um colega.

 b) sem orientação consciente: aprendizagem por observação e cópia durante o ato de fazer música e por meio de conversas sobre música (sempre há o que demonstrar, o que aprender, gerando troca de idéias - composição em grupo)


TOCAR / OUVIR / CRIAR: necessários ao trabalho em grupo (aprendizagem dirigida consciente ou inconsciente) sem a presença de um orientador e líder.

NOTAÇÃO MUSICAL: usada pouco nos meios populares e descartada após aprender a música. A notação, quando usada, é sempre acompanhada de referência gravada. A aprendizagem por imitação traz informações que não estão escritas.

ADQUIRINDO TÉCNICA: aquisição tardia por músicos informais

TEORIA MUSICAL: escuta como forma principal de aprendizagem. Teoria conduzida pela excitação de aprender mais.

DESENVOLVIMENTO DO OUVIDO: resultado da ênfase no “escutar”


ESTUDANDO O INSTRUMENTO: somente por prazer, quando dá vontade.

 

ATITUDES E VALORES DOS MÚSICOS POPULARES:


a) “feel”: sentimento, sensibilidade, espírito;

b) o que mais valorizam em outros músicos: amizade, cooperação;

c) comprometimento e sensibilidade (necessária à sobrevivência do grupo);

d) prazer: juntamente com amor e paixão pela música, está acima de tudo;

e) auto-estima: ficou claro que todos tiveram sua auto-estima elevada por tocar em uma banda de rock;

f) outras músicas: gosto amplo, respeito generalizado pela música clássica.

 
Marcos Bassul


Nenhum comentário: