Blog Player

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Pêndulo

Acordo
atônito
ávido
digno

recordo
êmbolo
sádico
mínimo

disponho em versos
ordeno em fatos
repasso os atos
e desato o tempo
infinitamente
pertinentemente
voando alto
explorando do fundo

e deito
afônico
e durmo
cínico

sonho o mundo
e acordo

2 comentários:

Rô BH disse...

Ei Marquito! Achei lindo... principalmente o final... achei um pouco a sua cara tb. Enigmático e romântico... Beijos. Rô.

Marcos Bassul disse...

Foi feito aí em BH, ainda naqueles tempos.... Beijão